fbpx

“Nem só de pop vive a poc”: já conhece o queernejo? (Vídeo)

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O que vem na sua cabeça quando você pensa em sertanejo? A imagem do homem “bruto, rústico e sistemático”? Músicas sobre chifre, bebida, romances heterossexuais?

O queernejo quer que você esqueça tudo isso e pense na Lady Gaga. Junção das palavras “queer” — que, no inglês, se refere a toda pessoa que não é heterossexual —, com o sufixo “nejo”, o queernejo é uma nova cena musical brasileira formada essencialmente por artistas LGBTQ cantando sertanejo. Misturando o sertanejo tradicional a gêneros como pop bate cabelo, funk, brega, música eletrônica e outros ritmos, esses artistas cantam sobre seus porres e seus chifres sob a perspectiva de uma pessoa LGBTQ.

No nosso primeiro Já Ouviu?, a gente convidou Gabeu, Galí Galó e Alice Marcone, três representantes do queernejo, para falar sobre o surgimento dessa nova cena, LGBTfobia no meio sertanejo e como é ser uma poc little-monster no interior.

Assista abaixo: